terça-feira, 19 de maio de 2020

ATIVIDADE INTERPRETATIVA - NOTÍCIA SOBRE O CORONAVÍRUS - 8º / 9º ANOS


COVID-19: BRASIL TEM 16.118 MORTES 
E 241.080 CASOS CONFIRMADOS

Em 24 horas, de acordo com o Ministério da Saúde, foram notificados 485 
óbitos e 7.938 infectados. Governo diz que 94.122 pessoas estão curadas
 17/05/2020

       O Ministério da Saúde confirmou 485 mortes por covid-19 nas últimas 24 horas. De acordo com o balanço divulgado neste domingo (17), o Brasil acumula 16.118 pessoas mortas por conta da doença respiratória provocada pelo novo coronavírus. A taxa de letalidade está em 6,7%.
        O número de infectados cresceu 7.938 e agora são 241.080 diagnosticados em todo o país. O governo federal estima, ainda, que 94.122 já estão curados. O primeiro registro oficial foi confirmado no dia 26 de fevereiro, no entanto, a pasta investiga 39 casos que podem ter ocorrido antes dessa data.
       Há também 130.840 ocorrências em acompanhamento e 4.450 óbitos em investigação. "São considerados como 'em acompanhamento' todos os casos notificados nos últimos 14 dias pelas Secretarias Estaduais de Saúde e que não evoluíram para óbito", explica Ministério da Saúde.
 R7

1ª) A manchete antecipa o assunto da notícia. De que fato se trata?

2ª) Qual a finalidade do texto?
a) Promover uma ideia.
b) Discorrer sobre um assunto atual.
c) Informar ao leitor.
d) Descrever um acontecimento.

3ª) Qual o parágrafo que contém a informação principal do texto? Por quê?

4ª) A notícia foi publicada pelo R7 em 17 de maio de 2020, qual fonte garante que as informações são verdadeiras?

5ª) No trecho: “O primeiro registro oficial foi confirmado no dia 26 de fevereiro, no entanto, a pasta investiga 39 casos que podem ter ocorrido antes dessa data.”, o termo grifado, separado entre vírgulas, introduz ideia de
a) causa.
b) oposição.
d) consequência.
d) alternativa.

6ª) Releia o trecho: “O número de infectados cresceu 7.938 e agora são 241.080 diagnosticados em todo o país.”. Sobre ele, é possível identificar através dos verbos, respectivamente, que a frase
a) trata de um assunto passado para comprovar informações para o futuro.
b) trata de um assunto no presente para relatar fatos do passado.
c) aborda situações do presente para agregar dados para o futuro.
d) relata informações do passado para acrescentar dados no presente.

7ª) Qual o fato que desencadeou a notícia?

8ª) Leia: “O governo federal estima, ainda, que 94.122 já estão curados.”.  De acordo com o contexto semântico, por que o verbo “estima” foi utilizado na oração?  

9ª) No último parágrafo, há um trecho que foi colocado entre aspas. Explique o porquê desta utilização.

10ª) No trecho: “Há também 130.840 ocorrências em acompanhamento e 4.450 óbitos em investigação.”, os termos grifados estabelecem ideia de
a) adição.
b) explicação.
c) oposição.
d) conclusão.

11ª) Qual a importância de o leitor identificar as fontes das notícias?


GABARITO:
1) Do total de mortes do novo coronavírus e o aumento dos casos confirmados no Brasil.
2) C
3) O primeiro parágrafo. Em toda notícia, o primeiro parágrafo necessita conter as informações principais do que será noticiado, com a finalidade de prender a atenção do leitor. Nele, geralmente contém o que é noticiado, quando, como e por que aconteceu. Os próximos parágrafos é um aprofundamento do que é abordado. 
4) O Ministério da Saúde.
5) B
6) D
7) O avanço da Covid-19 no Brasil.
8ª) Foi utilizado porque os dados representam uma estimativa, não é uma informação exata, tendo em vista que outras pessoas podem ter sido curadas e não foram contabilizadas pelo Ministério da Saúde. 
9) Porque é uma fala exata do Ministério da Saúde (sem alteração ou abreviação do redator).
10)A
11) Para garantir que a informação não seja uma fake news, ou seja, que as informações são realmente verdadeiras. 


Atividade elabora por Maurício Araújo



segunda-feira, 9 de março de 2020

ALINHAMENTO DAS HABILIDADES BNNC COM OS DESCRITORES DO SPAECE/SAEB



MATRIZ DE REFERÊNCIA SPAECE  - 9º ANO (PORTUGUÊS)
HABILIDADES BNCC

TÓPICOS
DESCRITOR
HABILIDADE BNCC
















1. Quanto à informação do texto verbal e/ou não verbal.

D1 – Localizar informação explícita.
(EF67LP27) Analisar, entre os textos literários e entre estes e outras manifestações artísticas (como cinema, teatro, música, artes visuais e midiáticas), referências explícitas ou implícitas a outros textos, quanto aos temas, personagens e recursos literários e semióticos

(EF67LP28) Ler, de forma autônoma, e compreender – selecionando procedimentos e estratégias de leitura adequados a diferentes objetivos  e levando em conta  características dos gêneros e suportes –, romances infanto-juvenis, contos populares, contos de terror, lendas brasileiras, indígenas e africanas, narrativas de aventuras, narrativas de enigma, mitos, crônicas, autobiografias, histórias em quadrinhos, mangás, poemas de forma livre e fixa (como sonetos e cordéis), vídeo-poemas, poemas visuais, dentre outros, expressando avaliação sobre o texto lido e estabelecendo preferências por gêneros, temas, autores.

(EF89LP33) Ler, de forma autônoma, e compreender – selecionando procedimentos e estratégias de leitura adequados a diferentes objetivos e levando em conta características dos gêneros e suportes – romances, contos contemporâneos, minicontos, fábulas contemporâneas, romances juvenis, biografias romanceadas, novelas, crônicas visuais, narrativas de ficção científica, narrativas de suspense, poemas de forma livre e fixa (como haicai), poema concreto, ciberpoema, dentre outros, expressando avaliação sobre o texto lido e estabelecendo preferências por gêneros, temas, autores.


D2 – Inferir informação em texto verbal.
(EF69LP05) Inferir e justificar, em textos multissemióticos – tirinhas, charges, memes, gifs etc. –, o efeito de humor, ironia e/ou crítica pelo uso ambíguo de palavras, expressões ou imagens ambíguas, de clichês, de recursos iconográficos, de pontuação etc.

(EF89LP33) Ler, de forma autônoma, e compreender – selecionando procedimentos e estratégias de leitura adequados a diferentes objetivos e levando em conta características dos gêneros e suportes – romances, contos contemporâneos, minicontos, fábulas contemporâneas, romances juvenis, biografias romanceadas, novelas, crônicas visuais, narrativas de ficção científica, narrativas de suspense, poemas de forma livre e fixa (como haicai), poema concreto, ciberpoema, dentre outros, expressando avaliação sobre o texto lido e estabelecendo preferências por gêneros, temas, autores.

(EF69LP44) Inferir a presença de valores sociais, culturais e humanos e de diferentes visões de mundo, em textos literários, reconhecendo nesses textos formas de estabelecer múltiplos olhares sobre as identidades, sociedades e culturas e considerando a autoria e o contexto social e histórico de sua produção.

D3 – Inferir o sentido de palavra ou expressão.
(EF06LP03) Analisar diferenças de sentido entre palavras de uma série sinonímica.

D4 – Interpretar textos não verbais e textos que articulam elementos verbais e não verbais.
(EF67LP08) Identificar os efeitos de sentido devidos à escolha de imagens estáticas, sequenciação ou sobreposição de imagens, definição de figura/fundo, ângulo, profundidade e foco, cores/tonalidades, relação com o escrito (relações de reiteração, complementação ou oposição) etc. em notícias, reportagens, fotorreportagens, foto-denúncias, memes, gifs, anúncios publicitários e propagandas publicados em jornais, revistas, sites na internet etc.


D5 – Identificar o tema ou assunto de um texto.
(EF89LP33) Ler, de forma autônoma, e compreender – selecionando procedimentos e estratégias de leitura adequados a diferentes objetivos e levando em conta características dos gêneros e suportes – romances, contos contemporâneos, minicontos, fábulas contemporâneas, romances juvenis, biografias romanceadas, novelas, crônicas visuais, narrativas de ficção científica, narrativas de suspense, poemas de forma livre e fixa (como haicai), poema concreto, ciberpoema, dentre outros, expressando avaliação sobre o texto lido e estabelecendo preferências por gêneros, temas, autores.


D6 – Distinguir fato de opinião relativa ao fato.
(EF67LP04) Distinguir, em segmentos descontínuos de textos, fato da opinião enunciada em relação a esse mesmo fato.

D7 – Diferenciar a informação principal das secundárias em um texto.
(EF89LP04) Identificar e avaliar teses/opiniões/posicionamentos explícitos e implícitos, argumentos e contra-argumentos em textos argumentativos do campo (carta de leitor, comentário, artigo de opinião, resenha crítica etc.), posicionando-se frente à questão controversa de forma sustentada.

D8 – Formular hipóteses sobre o conteúdo do texto.
(EF89LP27) Tecer considerações e formular problematizações pertinentes, em momentos oportunos, em situações de aulas, apresentação oral, seminário etc.

(EF69LP31) Utilizar pistas linguísticas – tais como “em primeiro/segundo/ terceiro lugar”, “por outro lado”, “dito de outro modo”, isto é”, “por exemplo” – para compreender a hierarquização das proposições, sintetizando o conteúdo dos textos.
















2. Quanto aos gêneros associados às sequências discursivas básicas.

D9 – Reconhecer gênero discursivo.
(EF06LP02) Estabelecer relação entre os diferentes gêneros jornalísticos, compreendendo a centralidade da notícia.

(EF89LP33) Ler, de forma autônoma, e compreender – selecionando procedimentos e estratégias de leitura adequados a diferentes objetivos e levando em conta características dos gêneros e suportes – romances, contos contemporâneos, minicontos, fábulas contemporâneas, romances juvenis, biografias romanceadas, novelas, crônicas visuais, narrativas de ficção científica, narrativas de suspense, poemas de forma livre e fixa (como haicai), poema concreto, ciberpoema, dentre outros, expressando avaliação sobre o texto lido e estabelecendo preferências por gêneros, temas, autores.

D10 – Identificar o propósito comunicativo em diferentes gêneros.
(EF06LP02) Estabelecer relação entre
os diferentes gêneros jornalísticos,
compreendendo a centralidade da notícia.

(EF06LP05) Identificar os efeitos de sentido dos modos verbais, considerando o gênero textual e a intenção comunicativa.

(EF67LP28) Ler, de forma autônoma, e compreender – selecionando procedimentos e estratégias de leitura adequados a diferentes objetivos e levando em conta características dos gêneros e suportes –, romances infanto-juvenis, contos populares, contos de terror, lendas brasileiras, indígenas e africanas, narrativas de aventuras, narrativas de enigma, mitos, crônicas, autobiografias, histórias em quadrinhos, mangás, poemas de forma livre e fixa (como sonetos e cordéis), vídeo-poemas, poemas visuais, dentre outros, expressando avaliação sobre o texto lido e estabelecendo preferências por gêneros, temas, autores.


D11 – Reconhecer os elementos que compõem uma narrativa e o conflito gerador
(EF67LP29) Identificar, em texto dramático, personagem, ato, cena, fala e indicações cênicas e a organização do texto: enredo, conflitos, ideias principais, pontos de vista, universos de referência.
















3. Quanto às relações entre textos.

D12 – Identificar semelhanças e/ou diferenças de ideias e opiniões na comparação entre textos.

(EF89LP04) Identificar e avaliar teses/opiniões/posicionamentos explícitos e implícitos, argumentos e contra-argumentos em textos argumentativos do campo (carta de leitor, comentário, artigo de opinião, resenha crítica etc.), posicionando-se frente à questão controversa de forma sustentada.

(EF67LP27) Analisar, entre os textos literários e entre estes e outras manifestações artísticas (como cinema, teatro, música, artes visuais e midiáticas), referências explícitas ou implícitas a outros textos, quanto aos temas, personagens e recursos literários e semióticos.

(EF89LP32) Analisar os efeitos de sentido decorrentes do uso de mecanismos de intertextualidade (referências, alusões, retomadas) entre os textos literários, entre esses textos literários e outras manifestações artísticas (cinema, teatro, artes visuais e midiáticas, música), quanto aos temas, personagens, estilos, autores etc., e entre o texto original e paródias, paráfrases, pastiches, trailer honesto, vídeos-minuto, vidding, dentre outros.

D13 – Reconhecer diferentes formas de tratar uma informação na comparação de textos de um mesmo tema.
(EF67LP03) Comparar informações sobre um mesmo fato divulgadas em diferentes veículos e mídias, analisando e avaliando a confiabilidade.

(EF07LP02) Comparar notícias e reportagens sobre um mesmo fato divulgadas em diferentes mídias, analisando as especificidades das mídias, os processos de (re)elaboração dos textos e a convergência das mídias em notícias ou reportagens multissemióticas.
















4. Quanto às relações de coesão e coerência.

D14 – Reconhecer as relações entre partes de um texto, identificando os recursos coesivos que contribuem para sua continuidade.

(EF89LP29) Utilizar e perceber mecanismos de progressão temática, tais como retomadas anafóricas (“que, cujo, onde”, pronomes do caso reto e oblíquos, pronomes demonstrativos, nomes correferentes etc.), catáforas (remetendo para adiante ao invés de retomar o já dito), uso de organizadores textuais, de coesivos etc., e analisar os mecanismos de reformulação e paráfrase utilizados nos textos de divulgação do conhecimento.

(EF07LP13) Estabelecer relações entre partes do texto, identificando substituições lexicais (de substantivos por sinônimos) ou pronominais (uso de pronomes anafóricos – pessoais, possessivos, demonstrativos), que contribuem para a continuidade do texto.

(EF08LP13) Inferir efeitos de sentido decorrentes do uso de recursos de coesão sequencial: conjunções e articuladores textuais.

(EF08LP15) Estabelecer relações entre partes do texto, identificando o antecedente de um pronome relativo ou o referente comum de uma cadeia de substituições lexicais.

D15 – Identificar a tese de um texto.

(EF89LP04) Identificar e avaliar teses/opiniões/posicionamentos explícitos e implícitos, argumentos e contra-argumentos em textos argumentativos do campo (carta de leitor, comentário, artigo de opinião, resenha crítica etc.), posicionando-se frente à questão controversa de forma sustentada.


D16 – Estabelecer relação entre tese e os argumentos oferecidos para sustentá-la.

(EF67LP05) Identificar e avaliar teses/opiniões/posicionamentos explícitos e argumentos em textos argumentativos (carta de leitor, comentário, artigo de opinião, resenha crítica etc.), manifestando concordância ou discordância.

(EF67LP07) Identificar o uso de recursos persuasivos em textos argumentativos diversos (como a elaboração do título, escolhas lexicais, construções metafóricas, a explicitação ou a ocultação de fontes de informação) e perceber seus efeitos de sentido.

(EF89LP14) Analisar, em textos argumentativos e propositivos, os movimentos argumentativos de sustentação, refutação e negociação e os tipos de argumentos, avaliando a força/tipo dos argumentos utilizados.

(EF89LP23) Analisar, em textos argumentativos, reivindicatórios e propositivos, os movimentos argumentativos utilizados (sustentação, refutação e negociação), avaliando a força dos argumentos utilizados.

D17 – Reconhecer o sentido das relações lógico-discursivas marcadas por conjunções, advérbios etc.
(EF09LP08) Identificar, em textos lidos e em produções próprias, a relação que conjunções(e locuções conjuntivas) coordenativas e subordinativas estabelecem entre as orações que conectam.

(EF09LP11) Inferir efeitos de sentido decorrentes do uso de recursos de coesão sequencial (conjunções e articuladores textuais).

(EF08LP10) Interpretar, em textos lidos ou de produção própria, efeitos de sentido de modificadores do verbo (adjuntos adverbiais – advérbios e expressões adverbiais), usando-os para enriquecer seus próprios textos.

(EF08LP13) Inferir efeitos de sentido decorrentes do uso de recursos de coesão sequencial: conjunções e articuladores textuais.



D18 – Reconhecer o sentido do texto e suas partes sem a presença de marcas coesivas.
(EF67LP37) Analisar, em diferentes textos, os efeitos de sentido decorrentes do uso de recursos linguístico-discursivos de prescrição, causalidade, sequências descritivas e expositivas e ordenação de eventos.











5. Quanto aos recursos expressivos utilizados no texto.

D19 – Reconhecer o efeito de sentido decorrente da escolha de palavras, frases ou expressões.

(EF67LP37) Analisar, em diferentes textos, os efeitos de sentido decorrentes do uso de recursos linguístico-discursivos de prescrição, causalidade, sequências descritivas e expositivas e ordenação de eventos.



D20 – Identificar o efeito de sentido decorrente do uso da pontuação e de outras notações.
(EF08LP16) Explicar os efeitos de sentido do uso, em textos, de estratégias de modalização e argumentatividade (sinais de pontuação, adjetivos, substantivos, expressões de grau, verbos e perífrases verbais, advérbios etc.).

D21 – Reconhecer o efeito decorrente do emprego de recursos estilísticos e morfossintáticos.
(EF06LP04) Analisar a função e as flexões de substantivos e adjetivos e de verbos nos modos Indicativo, Subjuntivo e Imperativo: afirmativo e negativo.

(EF06LP05) Identificar os efeitos de sentido dos modos verbais, considerando o gênero textual e a intenção comunicativa.


D22 – Reconhecer efeitos de humor e ironia.
(EF89LP37) Analisar os efeitos de sentido do uso de figuras de linguagem como ironia, eufemismo, antítese, aliteração, assonância, dentre outras.






6. Quanto aos aspectos sociais da linguagem.

D23 – Identificar os níveis de linguagem e/ou as marcas linguísticas que evidenciam locutor e/ou
interlocutor.
(EF09LP10) Comparar as regras de colocação pronominal na norma-padrão com o seu uso no português brasileiro coloquial.

(EF69LP55) Reconhecer as variedades da língua falada, o conceito de norma-padrão e o de preconceito linguístico.

(EF69LP56) Fazer uso consciente e reflexivo de regras e normas da norma-padrão em situações
de fala e escrita nas quais ela deve ser usada.

quarta-feira, 4 de dezembro de 2019

ATIVIDADE DE INTERPRETAÇÃO E COMPREENSÃO - NOTÍCIA - 5º ANO / 6ºANO


Leia o texto e responda as próximas questões:

Bichos liberados

Após três anos de testes e preparo de equipes, o Hospital Albert Einstein liberou que bichos de estimação, às vezes considerados membros da família, visitem pessoas internadas, mesmo aquelas em unidades semi-intensivas.
Para ter a entrada autorizada no hospital, o bicho de estimação deve passar por uma avaliação de seu veterinário, que dá um laudo atestando boa saúde. É necessário também que o animal tome banho antes da visita. Os donos devem apresentar os documentos de vacinação e manter o visitante tranquilo.
“Mas, antes de tudo, é preciso a autorização do médico, que tem de colocar no prontuário que ele está de acordo com a visita. Uma equipe checa se todo o protocolo foi cumprido. Na menor dúvida, a entrada não será autorizada”, explica Rita Grotto, gerente de atendimento do hospital.
"Poder receber seus bichos aqui era um desejo frequente dos pacientes. Eles fazem bem e, sem dúvida, interferem na cura", afirma Rita Grotto. Para o médico, o contato com os bichos pode levar "felicidade, paz e bem-estar" e auxiliar na recuperação de algumas pessoas. "O encontro com um cão ajuda a relaxar, a retomar a preocupação com o corpo, o que pode ficar perdido em pacientes crônicos.”

1. O texto é uma notícia. Que fato está sendo noticiado?
____________________________________________

2. Qual é o tema do texto?
____________________________________________

3. Sublinhe, no segundo parágrafo, palavras e expressões que se referem a quem recebeu autorização para entrar no hospital.
____________________________________________

4. Qualquer animal pode visitar os donos no hospital? O que é necessário?
____________________________________________

5. Quais as possíveis consequências da visita de um bichinho de estimação?
____________________________________________

6. No 4.º parágrafo “Eles fazem bem e, sem dúvida, interferem na cura". A que se refere a
palavra em negrito?
____________________________________________

7. Os trechos abaixo expressam fato ou opinião? Coloque F para fato e O para opinião.
a) “O Hospital Albert Einstein liberou que bichos de estimação – cães, gatos e passarinhos 
visitem pessoas internadas.” (   )
b) “É necessário também que o animal tome banho antes da visita.” (   )
c) “Para o médico, o contato com os bichos pode levar "felicidade, paz e bem-estar" e
auxiliar a recuperação de algumas pessoas. “ (   )

GABARITO
1. A liberação da visita dos bichos de estimação no Hospital Albert Einstein.
2. A autorização da entrada de animais no hospital como uma forma de recuperação dos pacientes.
3.  o bicho de estimação / o animal  / o visitante tranquilo
4. Não. Os animais precisam ter atestados comprovando sua boa saúde, além disso, precisam estar banhados e ter seus documentos de vacinação em dia.
5. Eles fazem bem e podem ajudar na cura do paciente.
6. Os bichos (animais)
7. (F)  (F)  (O)

QUESTÕES DE CONCURSO: ORTOGRAFIA / NOVO ACORDO ORTOGRÁFICO


1. A correção ortográfica é um elemento que contribui para compreensão do sentido do texto. O Novo Acordo Ortográfico normatiza o uso do hífen em algumas palavras, como é o caso de “minicursos”, que deve ser escrita sem hífen, assim como
A) couveflor.
B) antirreligioso.
C) bemvindo.
D) panamericano.
E) microondas.

2. Considerando o uso adequado do hífen, de acordo com o novo acordo ortográfico, analise as orações a seguir.
I – Jogar lixo em ambientes hospitalares é altamente anti-higiênico.
II – Dr. Alfredo é um excelente médico, mas não atua tão bem como neuro-cirurgião.
III – A paciente desejava uma lipo-aspiração para a redução de medidas.
IV – Os cuidados pós-cirúrgicos são essenciais para um pronto restabelecimento.

O uso adequado do hífen é observado
A) apenas na oração I.
B) apenas na oração II.
C) nas orações II e III.
D) nas orações I e IV.
E) nas orações III e IV.

3. Observe o uso do hífen e marque a alternativa em que todos as palavras compostas estão grafadas corretamente.
A) Mini-saia, recém-nascido, bem-estar, mal-estar.
B) Segunda-feira, luso-brasileiro, contra-regra, norte-americano.
C) Mal-humorado, anti-semita, ano-luz, primeiro-ministro.
D) Decreto-lei, recém-casado, sem-vergonha, mal-criado.
E) Erva-doce, mato-grossense, arco-íris, bem-humorado.

4. Na linha 26, a palavra “decreto-lei” é grafada com hífen. Assinale a alternativa na qual, de acordo com o Acordo Ortográfico vigente, o emprego do hífen está INCORRETO.
A) Anti-inflamatório.
B) Micro-ônibus.
C) Co-autor.
D) Micro-ondas.
E) Contra-ataque.

5. De acordo com o novo acordo ortográfico não se usa o hífen quando o prefixo termina em vogal diferente da vogal com que se inicia o segundo elemento, como nos casos de:
A) Anteprojeto.
B) Semideus.
C) Plurianual.
D) Nenhuma das alternativas.

6. Algumas regras do uso do hífen na nova ortografia foram alteradas pelo novo Acordo, 2009. Qual das palavras está CORRETA quanto ao uso do hífen de acordo com o novo acordo?
A) Geo-política.
B) Coerdeiro.
C) Semi-novo.
D) Nenhuma das alternativas.

7. Assinale a alternativa em que a palavra formada, assim como “autoafirmação” e “superagradável”, é grafada sem hífen.
A) auto + hipnose.
B) auto + observação.
C) super + herói.
D) super + requintado.
E) super + salário.

8. Segundo a convenção ortográfica atual, emprega-se o hífen em bem-vindo. O hífen também está corretamente empregado em:
A) anti-inflamatório
B) extra-escolar
C) auto-aprendizagem
D) sócio-econômico

9. De acordo com as regras de utilização de hífen, assinale a alternativa em que todas as palavras estão escritas de acordo com a norma-padrão.
A) Fim de semana / Pós-graduado / Vice-presidente / Anti-inflamatório / Autoestima.
B) Fim-de-semana / Pós-graduado / Vice presidente / Antiinflamatório / Auto-estima.
C) Fim de semana / Pós graduado / Vice presidente / Anti-inflamatório / Auto-estima.
D) Fim-de-semana / Pós-graduado / Vice-presidente / Antiinflamatório / Autoestima.

10. No trecho a seguir
Sem recursos adicionais, países como a República Centro-Africana e a Guiné serão forçados a reduzir as taxas de iniciação [...]
Considerando-se as normatizações atuais da ortografia oficial da língua portuguesa, a palavra em destaque recebe hífen pela mesma orientação normativa de
A) anti-inflamatório.
B) médico-cirurgião.
C) pós-graduação.
D) João-de-barro.

GABARITO
1B / 2D / 3E / 4C / 5C / 6B / 7E / 8A / 9A / 10B