quarta-feira, 20 de junho de 2018

ATIVIDADE/INTERPRETAÇÃO DE TEXTO: CONTO (COM GABARITO) 7° AO 9° ANOS


O LIVRO MÁGICO
Agamenon Oliveira Negrão
Prof. Maurício Araújo

Há muito tempo atrás, na época em que as letras ainda falavam, existia um livro mágico carregado de surpresas e aventuras. Nele, todas as letras viviam felizes, porque aguardavam a grande assembléia. Consoantes e vogais se reuniam anualmente para formar novas palavras. Era uma alegria sem tamanho! Afinal, todas as palavras que existem hoje vieram daqueles encontros dentro do livro mágico.  
Chegou o grande dia esperado por todas, o dia em que elas ganhariam novas combinações e formariam novas palavras para a nossa língua. Todas estavam ansiosas, menos a letra W que se considerava desnecessária, pois pouco era usada.
Mas para formar novas palavras, as letras precisavam dar uma volta ao redor do mundo, a fim de realizar descobertas e fazer novas amizades. E assim foi feito. Quando chegou a hora de retornar para o livro mágico, todas estavam felizes, pois haviam concretizado seus desejos e feito novas amizades. Inúmeras palavras foram criadas naquele dia. Entretanto, uma delas sentiu a falta do W, ele não havia retornado.
Então as letras resolveram fazer uma busca pelo mundo, foram em todos os lugares onde acreditavam que o W poderia estar. Foram ao Brasil, ao Chile, à Espanha, e nada. Finalmente, já no fim do dia, a letra T o encontrou numa pequena ilha, muito triste, no Tawian. O T foi logo perguntando:
__ Por que você não foi com a gente de volta para o livro mágico?
Enfaticamente a letra W respondeu:
__ Sou desnecessário, pois sou pouco usado, as palavras não gostam de me utilizar, e quando me usam, é somente para substituir a letra U ou a letra V.
__ Você é importante – retrucou o T, o alfabeto só se torna completo com as 26 letras, sem você, estaríamos truncados e tristes. Volte conosco, precisamos de você!
A letra W pensou muito no que a letra T havia dito. Resolveu então voltar para o livro mágico e jurou diante de todo o alfabeto que algum dia encontraria uma palavra importante que fosse conhecida por todos os seres humanos.

Negrão, Agamenon Oliveira, Junho de 2018/Escola João Moreira Barroso/
Adaptação de Maurício Araújo/São Gonçalo do Amarante-CE

1ª) A finalidade do texto é
a) informar.
b) descrever.
c) convencer.
d) entreter.

2ª) O texto
a) conta a história das letras que se reuniam para discutir sobre o livro mágico.
b) narra as aventuras dos livros mágicos e de suas letras cheias de surpresas.
c) conta a história empolgante de um livro mágico que pertencia ao mundo das letras.
d) narra a história de um livro mágico e de uma letra que vivia triste.

3ª) Pode-se deduzir que a letra W
a) chamava a atenção das palavras.
b) se considerava importante.
c) era importante no livro mágico.
d) estava animado com a assembleia.

4ª) No trecho: “que existem hoje...”, o pronome destacado se refere
a) às palavras.
b) às letras.
c) aos encontros.
d) às consoantes e vogais.

5ª) O conflito central do enredo é desencadeado
a) pela assembleia que acontecia anualmente.
b) pelo sentimento de inferioridade da letra W.
c) pela busca feita pelas letras ao redor do mundo.
d) pelo juramento feito pela letra W diante do alfabeto.

6ª) Há uma opinião em
a) “Chegou o grande dia esperado por todas...”
b) “Consoantes e vogais se reuniam anualmente para formar novas palavras.”
c) “... o alfabeto só se torna completo com as 26 letras, sem você, estaríamos truncados e tristes.”
d) “A letra W pensou muito no que a letra T havia dito. Resolveu então voltar para o livro mágico...”

7ª) No trecho: “Consoantes e vogais se reuniam anualmente para formar novas palavras.”, o termo grifado introduz
a) uma finalidade.
b) uma consequência.
c) uma concessão.
d) uma causa.

8ª) No trecho: “Inúmeras palavras foram criadas naquele dia. Entretanto, uma delas sentiu a falta do W, ele não havia retornado.”, a palavra grifada foi usada para introduzir
a) uma explicação.
b) uma conclusão.
c) uma oposição.
d) uma adição.

9ª) Assinale a opção em que o trecho do texto apresenta uma causa em relação ao fato anterior mencionado.
a) “... porque aguardavam a grande assembléia.”
b) “...pois pouco era usada.”
c) “...pois haviam concretizado seus desejos e feito novas amizades.”
d) “...que fosse conhecida por todos os seres humanos.”

10ª) No trecho: “...estaríamos truncados e tristes.”, a palavra “truncados” pode ser substituída, sem alterar o sentido original do texto, por
a) magoados.
b) incompletos.
c) perfeitos.
d) inacabados.

11ª) Entende-se com a leitura do texto que
a) as letras viviam felizes sempre, porque o livro continuamente trazia novas aventuras e surpresas.
b) todas as letras ficavam ansiosas e felizes com a chegada do dia da grande assembleia.
c) a letra T foi encontrada numa pequena ilha, muito triste.
d) as novas amizades e as descobertas ao redor mundo eram fundamentais para formar novas palavras.

12ª) O desfecho do texto gira em torno de
a) uma aventura.
b) uma promessa.
c) um pacto.
d) uma descoberta.

GABARITO
1D / 2D / 3C / 4A / 5B / 6C / 7A / 8C / 9A / 10B / 11D / 12B

segunda-feira, 18 de junho de 2018

ATIVIDADE: FIGURAS DE LINGUAGEM (8° ANO)


1ª) Identifique as figuras de linguagem presentes nas frases abaixo:

a) Há séculos espero você aqui sentado.
_____________________
b) O vento da praia beijou meus cabelos.
_____________________
c) Estou lendo machado de Assis.
_____________________
d) Você não foi muito educado com o vizinho.
_____________________
e) Ele morreu de rir ao ouvir a piada.
_____________________
f) Os carros não andam, voam.
_____________________
g) Quando o sol bater na janela do seu quarto lembre-se de mim.
_____________________
h) Você é a flor mais linda do jardim do Senhor.
_____________________
i) As nuvens são barcos de felicidade.
_____________________
j) Você é como dádiva de Deus em minha vida.
_____________________
k) Mando-te mil beijos esta noite.
_____________________
l) Comprei bastante coca-cola para a festa.
_____________________
m) Meu carro é muito bom, dá o prego todos os dias.
_____________________
n) Chorei bilhões de vezes por você.
_____________________
o) Ele dormiu no derradeiro sono.
_____________________
p) Teu sorriso é uma aurora.
_____________________
q) Que pessoa educada! Entrou sem cumprimentar ninguém.
_____________________


GABARITO:
a) Hipérbole / b)Personificação / c)Metonímia / d)Eufemismo / e)Hipérbole / f)Hipérbole / g)Personificação / h)Metáfora / i)Metáfora / j)Comparação / k)Hipérbole / l)Metonímia / m)Ironia / n)Hipérbole / o)Eufemismo / p)Metáfora / q)Ironia


INTERPRETAÇÃO DE TEXTO: NOTÍCIA - 6º e 7º ANOS


PORTO DO PECÉM EM SÃO GONÇALO
 DO AMARANTE ESTÁ BLOQUEADO

 Motoristas estão bloqueando o acesso ao Porto do Pecém. Automóveis não podem sair ou entrar e se aglomeram no local destinado à pesagem das cargas
 
24/05/2018

          Em São Gonçalo do Amarante, o acesso ao Porto do Pecém está bloqueado. No local, caminhoneiros queimam pneus e impedem a passagem dos veículos. Mais de 500 caminhões estão estacionados, tanto dentro da siderúrgica quanto fora.  
            Em nota, a CIPP S.A. informa que a paralisação dos caminhoneiros acontece desde o inicio da manhã de quarta-feira (23). O protesto está sendo realizado por meio da interrupção da rodovia de acesso ao porto, a CE-155.
      "As operações internas dentro do porto estão acontecendo de forma parcial, impactando em uma redução na movimentação de cargas de cerca de 26 mil toneladas por dia", diz um funcionário.
http://www.sganoticias.com.br/ (Acesso em 18/06/2018) 

1ª) Qual a finalidade da notícia em estudo?
a) Divulgar a importância do bloqueio das estradas.
b) Noticiar um fato ocorrido em São Gonçalo do Amarante.
c) Explicar o motivo da paralisação dos caminhoneiros.
d) Alertar aos motoristas da rodovia a não seguirem viagem pelas estradas interditadas.

2ª) “Motoristas estão bloqueando o acesso ao Porto do Pecém. Automóveis não podem sair ou entrar e se aglomeram no local destinado à pesagem das cargas”. O trecho citado faz parte da notícia e ele é conhecido como
a) a manchete.
b) o corpo.
c) o lide.
d) o subtítulo.

3ª) O fato que gerou a notícia foi
a) o bloqueio das estradas.
b) os 500 caminhões estacionados.
c) a movimentação de cargas.
d) as operações internas dentro do porto.

4ª) No trecho: “... caminhoneiros queimam pneus e impedem a passagem dos veículos.” A palavra grifada introduz uma
a) oposição.
b) adição.
c) alternância.
d) conclusão.

5ª) No trecho: “Automóveis não podem sair ou entrar e se aglomeram no local destinado à pesagem das cargas”. A palavra grifada estabelece ideia de
a) oposição.
b) adição.
c) alternância.
d) conclusão.

6ª) Onde o protesto está sendo realizado?
______________________________________________________

7ª) O que impactou  a redução de movimentação de cargas?
a) A queima de pneus.
b) A movimentação imparcial de cargas.
c) As operações parciais internas.
d) O impedimento das passagens de veículos.

8ª) Qual a função das aspas no último parágrafo?
______________________________________________________

9ª) No trecho: “... está sendo realizado por meio da interrupção...”, a palavra grifada tem o sentido de
a) continuidade.
b) suspensão.
c) concessão.
d) permissão.

10ª) O trecho abaixo que NÃO é uma consequência da interrupção da rodovia de acesso ao porto, a CE-155, é
a) “As operações internas dentro do porto estão acontecendo de forma parcial.”
b) “Mais de 500 caminhões estão estacionados...”
c) “Automóveis não podem sair ou entrar...”
d) “... a paralisação dos caminhoneiros acontece desde o inicio da manhã de quarta-feira...”



GABARITO
1B / 2D / 3A / 4B / 5C / 6. Na CE-155 / 7C / 8. Delimitar a fala do entrevistado / 9B / 10D

sábado, 16 de junho de 2018

INTERPRETAÇÃO DE TEXTO EM INGLÊS: BIOGRAPHY (7º AO 9º)

Read the text below to answer the next 6 (six) questions:

BIOGRAPHY


Pelé was born in 1940. He was a Brazilian soccer player. He is known as King Pelé, enchanted the world with his dribbles and passes. He worked as World Soccer Ambassador. He was elected the “Athlete of the Century”. He led the Santos Football Club, where he worked for two decades, more fortunate than forty bowls. He was top scorer of the Paulista championship, won the title 11 times, where 9 were consecutive. He was top scorer of the Libertadores, the Brazil Cup and the Rio São Paulo Tournament. He made his debut in the Brazilian National Team with only 17 years, incomplete, from 1971. He played in the New York Cosmos from 1975 to 1977. He was Sports Minister between 1995 and 1998. He won titles in several parts of the world.


1ª) The text talks about Pelé, what was his main occupation?

a) Education Minister
b) Soccer Player.
c) President.
d) Engineer.
e) Athlete of the Century.

2ª) How did he become known?
a) Soccer Player.
b) top scorer.
c) World Soccer Ambassador.
d) King Pelé.
e) Athlete of the Century.

3ª) Pele was elected as
a) Athlete of the Century.
b) top scorer.
c) Brazilian soccer player.
d) Sports Minister.
e) Brazil Cup.

4ª) Pelé charmed the world with his

a) life of dedication.
b) dribbles and passes.
c) top scorer of the Paulista championship.
d) Sports Minister.
e) plays and touches.

5ª)  How many bowls did Santos Football Club win?
a) Eleven. 
b) Twenty.
c) Fifty.
d) One hundred.
e) Forty.

6ª) What was he in 1995-1998?
a) Top scorer.
b) Ambassador.
c) Sports Minister.
d) Soccer player.
e) Athlete of the Century. 



GABARITO
1B / 2D / 3A / 4B / 5E / 6C

quarta-feira, 23 de maio de 2018

RELATO PESSOAL (TEXTO E ATIVIDADE INTERPRETATIVA - 5° e 6° ANOS


RELATO PESSOAL: COMO COMECEI A ESCREVER   
Carlos Drummond de Andrade

Aí por volta de 1910 não havia rádio nem televisão, e o cinema chegava ao interior do Brasil uma vez por semana aos domingos. As notícias do mundo vinham pelo jornal, três dias depois de publicadas no Rio de Janeiro. Se chovia a potes, a mala do correio aparecia ensopada, uns sete dias mais tarde. Não dava para ler o papel transformado em mingau.
Papai era assinante da Gazeta de Notícias, e antes de aprender a ler eu me sentia fascinado pelas gravuras coloridas do suplemento de Domingo. Tentava decifrar o mistério das letras em redor das figuras, e mamãe me ajudava nisso. Quando fui para a escola pública, já tinha a noção vaga de um universo de palavras que era preciso conquistar.
Durante o curso, minhas professoras costumavam passar exercícios de redação. Cada um de nós tinha de escrever uma carta, narrar um passeio, coisas assim. Criei gosto por esse dever, que me permitia aplicar para determinado fim o conhecimento que ia adquirindo do poder de expressão contido nos sinais reunidos em palavras.
          Daí por diante as experiências foram se acumulando, sem que eu percebesse que estava descobrindo a leitura. Alguns elogios da professora me animavam a continuar. Ninguém falava em conto ou poesia, mas a semente dessas coisas estava germinando. Meu irmão, estudante na Capital, mandava-me revistas e livros, e me habituei a viver entre eles. Depois, já rapaz, tive sorte de conhecer outros rapazes que também gostavam de ler e escrever.
         Então começou uma fase muito boa de troca de experiências e impressões. Na mesa do café-sentado (pois tomava-se café sentado nos bares, e podia-se conversar horas e horas sem incomodar nem ser incomodado) eu tirava do bolso o que escrevera durante o dia, e meus colegas criticavam. Eles também sacavam seus escritos, e eu tomava parte nos comentários. Tudo com naturalidade e franqueza. Aprendi muito com os amigos, e tenho pena dos jovens de hoje que não desfrutam desse tipo de amizade crítica.

ATIVIDADE
1ª) Qual o objetivo do relato pessoal?

2ª) Como Carlos Drummond descreve o lugar onde vivia em 1910?

3ª) O que significa a expressão “chovia a potes”?

4ª) Como as notícias chegavam à população?

5ª) O que para o autor era o suplemento de domingo? Justifique sua resposta.

6ª)  Localize um trecho em que revela que o autor ainda não sabia ler.

7ª) Por que Carlos tinha um pouco de conhecimento da leitura quando foi para a escola?

8ª) Que atividades na escola contribuíram para o sucesso da personagem na leitura?

9ª) O que motivou Carlos Drummond a continuar ler e escrever?

10ª) Por que para o autor, conhecer outros rapazes que gostavam de ler e escrever foi sorte para ele?

11ª) Qual foi a consequência da amizade com os rapazes que conheceu?

12ª) Carlos disse que tem pena dos jovens de hoje que não desfrutam desse tipo de amizade crítica, o que ele quis dizer com isso?

GABARITO:
1ª) Apresentar um relato de experiência vivida. (Aceite outras respostas)
2ª) Um lugar onde não havia rádio nem televisão, e o cinema apenas aos domingos.
3ª) Chover bastante.
4ª) Chegava pelo jornal três dias depois de serem publicadas no Rio de Janeiro.
5ª) O jornal da Gazeta de Notícias.
6ª)  "... antes de aprender a ler eu me sentia fascinado..." ou "...tentava decifrar o mistério das letras em redor das figuras..."
7ª) Porque sua mãe o ajudava no processo de alfabetização.
8ª) Exercícios de redação, escrita de carta e narração de um passeio.
9ª) Os elogios da professora.
10ª) Porque o contato com outros leitores fortalecia a vontade de ler e escrever, pois eles se reuniam para conversar sobre o que escreviam e trocar experiência.
11ª) A aprendizagem.
12ª) (Resposta Pessoal) Sugestão: Que os jovens de hoje não aproveitam a oportunidade para compartilhar o conhecimento e isso gera um tipo de sentimento alheio de tristeza.



segunda-feira, 9 de abril de 2018

PROVA / ATIVIDADE DE INTERPRETAÇÃO DE TEXTO - MITO (7° e 8°)


LEIA O TEXTO ABAIXO E RESPONDA AS PRÓXIMAS QUESTÕES:

O HOMEM DE FOGO

Aluno Gabriel Furtado da Cruz
Professor F. Maurício Araújo

            Apolo é um rei dos humanos. Rei sábio que sempre procurou governar seu país com os ensinamentos de Atena. Ele tem um irmão que conseguiu o poder da invisibilidade com a semideusa Minerva, prometendo-a que usaria seu poder com o intuito de fazer somente o bem, investigando os maiores segredos dos reis e rainhas da terra, evitando assim que pessoas fossem mortas nas guerras, mas não cumpriu com sua palavra, usava seu poder para a prática do mal.
Apolo não se conformava em ver seu irmão com um poder concedido pelos deuses, e ele, sendo rei, não possuía nenhuma habilidade. Foi quando decidiu ir ao encontro de Minerva, para implorar o poder do fogo. Não demorou muito em encontrá-la próximo ao labirinto de Minotauro e logo foi falando:
            __Eu quero ter o poder de fogo! Quero ficar em chamas para que o meu domínio seja ampliado.
            __Eu posso até lhe dar o poder, mas quero algo em troca. Respondeu a Minerva.
            __O quê?
            __ A cabeça de seu irmão.
            __ Mas por que você quer matá-lo? Indagou o rei Apolo.
            __ Porque dei a ele o poder da invisibilidade, para ele fazer o bem, mas usa seu poder somente para realizar o mal e está causando o desequilíbrio na terra. Procuro matá-lo há muito tempo. Dar-te-ei o poder, mas antes o traga aqui morto.  
            __ Mas quem mata um membro da família real vai para a forca e não posso fazer isso com o meu próprio irmão! Argumentou Apolo.
            __ Eu tenho um veneno, basta colocar uma gota em sua bebida e logo ele morrerá, você sabe que ele precisa morrer, pois suas atitudes são perversas.
            Então ele foi para o castelo muito triste e pensativo. Seu irmão sabia de tudo, pois havia permanecido ali invisivelmente, ouvindo toda conversa. Apolo não sabia disso e ao sentar no trono, logo apareceu seu irmão que logo foi perguntando:
__ O que você tem em mãos Apolo?
            __ Nada, apenas um vidro contendo um remédio preparado por Asclépio. Estou muito cansado e preciso de sossego.
            Os servos logo apareceram e convidaram o rei para o jantar. Apolo convidou seu irmão, mas como já sabia de tudo, foi logo falando:
            __Calma, o poder não é tudo na vida, você precisa também de sabedoria. Eu vou me fingir de morto para você conseguir o que queres.
            Apolo ficou assustado, jamais imaginaria que seu irmão soubesse do plano que permanecia em segredo, mas aceitou prontamente.
            No outro dia, a vila toda estava sabendo que o irmão do rei havia morrido, o plano tinha sido colocado em prática, faltava só levar o irmão perante Minerva, como morto, sobre uma carruagem. Apolo foi.
__Você conseguiu o que tanto queria, meu irmão agora está morto, conceda-me o meu desejo! Pediu Apolo.
Minerva aproximou-se do irmão de Apolo (que se fingia de morto) e ela acreditou que ele realmente havia morrido.
            __Calma, coloque a mão para cima que eu vou te conceder o poder. Disse Minerva.
            Quando ela jogou o poder, ordenou que ele estralasse os dedos e dele saiu uma faísca de fogo. O irmão de Apolo se levantou de uma vez e jogou uma lança com o sangue da veia direita de Medusa, bem no peito da Minerva e ela morreu instantaneamente.    
            Satisfeitos, os irmãos retornam para o castelo. Apolo tem o poder de chamas de fogo e seu irmão ainda com o poder da invisibilidade formam uma dupla poderosa para combater os inimigos do reino e ajudar as pessoas de seu país.

Da Cruz, Gabriel Furtado. 7º ano. Abril de 2018. Escola João Moreira Barroso.
São Gonçalo do Amarante. Texto adaptado pelo Professor Francisco Maurício Araújo

1ª) O gênero do texto é
a) crônica, pois aborda fatos do cotidiano.
b) memória, pois traz uma experiência de vida.
c) conto, pois é um texto ficcional com personagens reais.
d) mito, pois além de um enredo ficcional, apresenta personagens sobrenaturais.

2ª) A finalidade do texto é
a) entreter o leitor com um enredo místico e personagens fantasiosos.
b) criticar a sociedade de forma geral.
c) apresentar um ensinamento através de uma moral.
d) noticiar um fato ocorrido no passado.

3ª) Segundo o texto,
a) Minerva era uma semideusa muito má.
b) o sangue de Medusa foi responsável pela morte de Minerva.
c) o irmão de Apolo cumpriu a promessa que fez a Minerva.
d) Apolo matou Minerva para conseguir seu desejo.

4ª)  Toda a história  gira em torno de
a) um desejo.
b) uma vingança.
c) uma emoção.
d) uma promessa.

5ª) Há uma opinião em
a) “... apenas um vidro contendo um remédio preparado por Asclépio.”.
b) “... pois suas atitudes são perversas.”.
c) “Você conseguiu o que tanto queria...”
d) “Procuro matá-lo há muito tempo.”

6ª) No trecho: “Mas por que você quer matá-lo?”, o termo destacado “lo” se refere
a) a Apolo.
b) a Minerva.
c) ao irmão de Apolo.
d) ao veneno.

7ª) O texto
a) faz uso do discurso direto nas falas das personagens.
b) foi escrito em versos, usando o discurso direto nas falas das personagens.
c) utiliza os discursos indiretos nas falas das personagens.
d) não utiliza nem o discurso direto e nem o discurso indireto.

8ª) Apolo não se conformava em não possuir nenhuma habilidade, porque
a) ele era mais forte e poderoso que seu irmão.
b) ele era amigo dos deuses e semideuses.
c) ele era um rei.
d) Minerva era sua conselheira.

9ª) O que motivou Minerva desejar a morte do irmão de Apolo?
a) Porque ele causou o grande desequilíbrio no universo.
b) Porque ele não cumpriu com o que prometeu a Apolo.
c) Porque ele investigava as ações dos reis inimigos, mas não revelava a Apolo.
d) Porque ele não cumpriu com a promessa feita ao receber o poder.

10ª) No fragmento: “Seu irmão sabia de tudo, pois havia permanecido ali invisivelmente...”, as palavras grifadas estabelecem, respectivamente, ideia de
a) lugar e modo.
b) intensidade e modo.
c) modo e lugar.
d) lugar e intensidade.

11ª) A palavra “e” no trecho “... e ela acreditou que ele realmente havia morrido...” introduz
a) uma explicação.
b) uma adição.
c) uma consequência.
d) uma causa.

12ª) O conflito da história começa quando
a) Minerva deseja a morte do irmão de Apolo.
b) Apolo vai ao encontro de Minerva em busca do poder.
c) o irmão de Apolo mata Minerva.
d) Apolo recebe o poder do fogo através de Minerva.


13ª) No trecho: “... para que o meu domínio seja ampliado.”, a palavra em destaque poderia ser substituída, sem alterar seu sentido na frase, por
a) minimizado.
b) forte.
c) único.
d) expandido.

14ª) No final, percebe-se que
a) As personagens principais enfrentaram os castigos dos deuses.
b) O reino ficou sob a proteção dos irmãos.
c) Apolo prometeu combater os inimigos do irmão.
d) A satisfação do reino foi grande com a chegada dos irmãos.


GABARITO
1D / 2A / 3B / 4A / 5B / 6C / 7A / 8C / 9D / 10A / 11B / 12A / 13D / 14B

Inscreva-se ao lado e acompanhe as publicações do Blog Tudo Sala de Aula
Atividade elaborada pelo professor Maurício Araújo